sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Lá vai o barquinho - Brinquedos de Buriti / Teia Ambiental

Palmeira Buriti 

 Quando cai chuva cerrada formando enxurrada pequena, meu marido diz logo:" Tá bom pra brincar de barquinho de buriti nessa enxurrada." Entre as histórias da infância, esta é a mais frequente, a dos barquinhos feitos da folhagem seca das folhas do buriti.Ele e os irmãos surrupiavam as faquinhas da cozinha da mãe e iam pro buritizal catar as ramas caídas, selecionar as secas e fazer barquinhos pro campeonato de corrida no ribeirão da cidade onde moravam no nordeste. 

Espécie de palmeira frequentemente encontrada no centro-oeste, norte e nordeste brasileiro sempre ás margens de córregos, rios riachos e ribeirões, é indício seguro de descanso, alimento e água para o sertanejo e para o caboclo. Dos frutos preparam-se doces.Do talo da estirpe, farinha, paçoca e outras variações de alimentos.Saiba mais Aqui. 

Há mais de 200 anos que se fabricam brinquedos da casca do buriti.As crianças vão tentando imitar os artesãos mais experientes e entram nessa brincadeira hoje tão esquecida nos grande centros urbanos: a de criar seus próprios brinquedos e, ter orgulho em vê-los "funcionando". Em muitas cidades deste Brasil continental ainda é possível encontrar-se esse resgate às origens dos brinquedos feitos à mão; artes para serem tocadas sem parcimônia. 



Imagens: site da Folhinha, 2005 


Arte de Ivan Cruz."Brincadeiras."
Site Educação Infantil 
----------------------------- 
Bom fim de semana!

21 comentários:

  1. Bela lembrança de um tempo de criatividade das crianças.Lembro do uso de todas as latinhas de conervas.Mas quando cai a chuva os barquinhos de papel é a mais forte delas.
    Bom fim de semana Calu.
    Meu terno abraço.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo,Calu! Isso nos encanta!Quando vou à praia, uma praia pequena, ainda cheia de pescadores nativos, os filhos deles fazem barquinhos lindos, iguais aos dos pais, tudo com reciclado! Esses teus, que trazes hoje são lindos!! Adorei! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Calu!

    Eu acho o pé de Buriti tao lindo! E todo o artesanato feito com ele também. Aqui em Sao Luís, a fibra da palha é usada na confecção de toalhas de mesas e roupas inclusive.

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
  4. Oi, Calu! Além da beleza da palmeira, lindo o artesanato oriundo da região. Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Calu,que lindo resgate da memoria infantil!Adorei os barquinhos de buriti!bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. Calu, que charme esse barquinho de buriti! Nossa, achei formidável conhecer mais isso com você! Beijos, Calu! Lindo final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Thank you Calu, You have a wonderful weekend too looking at your mountains, too.

    ResponderExcluir
  8. Calu, querida!
    Este é o nosso Brasil e você resgata por aqui estas delicadezas em forma de artesanato que o povo do N/NE faz tão bem e diferente do resto de todo o país.
    Eu desconhecia tanta importância desta palmeira para o povo daquela região, pois até ajuda o sertanejo a saber onde tem água, basta perceber onde tem um pé de buriti. que beleza! Grandiosidades da nossa Mãe Gaia.
    beijos cariocas


    ResponderExcluir
  9. Oi, Calu!

    Narrativa que ilustra, informa e inspira.
    Grande abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi.

    ResponderExcluir
  10. Minha querida Calu,

    Hoje mesmo eu comentava com minha irmã sobre as diferenças entre as brincadeiras de nosso tempo e as de hoje...e ao encontrar esta doçura de postagem, me ponho a pensar em como estas brincadeiras faziam bem às crianças...fazer barquinhos, aprender a linguagem dos antigos, vivenciar as experiências do passado era a melhor forma de projetar o futuro. E, talvez um dia estas tradições estejam de volta...

    Bjsssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  11. Você me fez recordar esses brinquedos feitos pelas próprias crianças, algumas vezes auxiliadas pelos parentes. Nossa! Não se vê mais isso. E que alegria ao utilizá-los! Hoje elas não são estimuladas a criar. E nem a tentar consertar (rss). Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Olá, querida amiga Calu
    Cheguei hoje do Norte do Brasil e da região fronteira boliviana... Tanto cá como no outro país... vi coisas interessantes como a que vc nos mostra...
    Inclusive vou sair postando tudo e tem uma coisa que estão já preparando é o presépio com o que a natureza nos oferece... Lindo demais!!!

    "Seja na grama molhada pelo orvalho
    O lugar não importa
    Estou a tua espera".
    (Selma)
    Bjs ecológicos de paz

    ResponderExcluir
  13. Voltar no tempo e resgatar as brincadeiras da infância também é uma forma de agir ecologicamente correta, pois naqueles tempos os estragos ambientais eram infinitamente melhores.

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Oi Calu,
    de fato antigamente as crianças brincavam tão natural. Adorei o desenho de Ivan Cruz: os meninos construindo uma barragem para a enxurrada, brincando de barquinho de papel e muita imaginação.
    Não conhecia os barquinhos de pau de palmeira. Quanta coisa boa dá essa árvore, hein!
    Beijinhos verdes.
    Rute

    ResponderExcluir
  15. Olá Calu,
    Assim que comecei a ler o texto pensei logo em artesanato. Esses barquinhos são lindos!! Acho a ideia fantástica. Aproveitar a matéria prima da natureza e fazer a felicidade de muitos com esses trabalhos.
    Assim como seu marido, quando chove, sempre lembro da minha infância e das brincadeiras.
    Ah!! Não sei se você já percebeu, mas eu vivo mudando o layout do meu blog. Adoro certas mudanças. Acho que você deve arriscar, como disse em inovar.
    Se inspira no texto de como ser um artista. rs
    Boa semana.
    Bons fluidos.

    ResponderExcluir

  16. Olá Calu
    fiquei aqui recordando quando meus filhos brincavam nas enchorradas, colocando barquinhos de papel fazendo barragensetc. Lembrei também os brinquedos de meus irmãos, quando só existia aqueles que nada parecem com os brinquedos de hoje, lá pelos idos 1950.
    Lá no meu cantinho tem mais suco.
    Beijos
    Maria Luiza (Lulú

    ResponderExcluir
  17. Minha amiga Calu,

    Vindo aqui hoje para agradecer de coração as palavras carinhosas e o incentivo às minhas Memórias. Guerreiras somos todas...sempre.
    Uma linda semana.Bjssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  18. Oi Calu!
    Linda lembrança! Meu marido sempre recorda quando fabricava os próprios brinquedos, carrinhos de lata, pipa, jogo de botão.Estes barquinhos são lindos e que não sejam esquecidos pelo tempo.
    Beijinhos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  19. Que lembrança linda, Calu!!!

    Tenho muitas lembranças boas das minhas brincadeiras de infância! Muitos brinquedos que nós mesmos fabricávamos!! Amei a lembrança!
    Beijos!

    Verônica

    ResponderExcluir
  20. Ah!Calu, que barquinhos lindos!!!
    Os brinquedos artesanais tem algo a mais...são especiais.
    Eu gostava de colocar barquinhos nas poças...mas eram de papel!rsrs

    Beijos e meu carinho pra ti!

    ResponderExcluir
  21. Pretendo usar as " folhas" que se desprendem em forma de barcos. Parece uma fibra em cor de madeira quando seca. Estou impermeabilizando com cola branca, deixo secar e pinto na perte interna com tinta acrilica. Estou com ideia de produzir uma serie e depois expor. Minha duvida? Estou impermabilizando corretamente? A tinta acrilica ê a correta para este uso? Devo passar uma mão de verniz fosco para fixar eu trabalho?

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!